FANDOM


Priscilla davanzo

As vacas comem duas vezes a mesma comida. Foto: Fabia Fuzeti. Ano: 2000

Priscilla Davanzo (27 de Março 1978) é uma artista multimídia[1]. Ela vive e trabalha entre Brasil e Portugal.

História Edit

Priscilla Davanzo é uma artista multimídia. Ela vive e trabalha entre Brasil e Portugal.

Para ela não existem limites entre uma linguagem artística e outra. Ela trabalha com body art, performance art, video art, documentário, novas mídias, arte conceitual, instalação, fotografia, intervenção, street art e interação. Formada no Instituto de Artes da UNESP (2003) ela desenvolveu sua pesquisa focada no corpo humano, culminando na dissertação de mestrado "corpo obsoleto", defendida na mesma instituição em 2006. Seu trabalho procura compreender as possibilidades e limites do uso do corpo humano no trabalho artístico. Atualmente ela está trabalhando na sua tese de doutorado na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, cujo tema aborda a interatividade analógica durante o processo criativo em arte e sua relação com o afeto.

Priscilla já participou de exposições individuais e coletivas no México, nos Estados Unidos, na França, no Chile, na Argentina, no Brasil e em Portugal. é possível destacar as exposições individuais „Lugares da Escrita“ (CAAA, Guimarães, Portugal, 2014) e „4 procedimentos para um novo corpo“ (Casa das Retortas, São Paulo, Brazil), assim como a Sala Especial na III Bienal de Gravura de Santo André (Paço Municipal, Santo André, Brazil, 2005). Ela também participou de exposições coletivas tais como „Mostra Performatus #1“ (Central Galeria, São Paulo, Brazil, 2014),“Corpos Ausentes. III Circuito Regional de Performance BodeArte“ (Pinacoteca do Estado do Rio Grande do Norte, Natal, Brazil, 2013), „acá-ahora-esto“ (MUMU Museu de las mujeres, Córdoba, Argentina, 2012 & Casona Municipal, Córdoba, Argentina, 2011), „Autoimagem e (Re)Personificação“ (SESC Vila Mariana, São Paulo, 2012), „Performa Paço“ (Paço das Artes, São Paulo, Brazil, 2010) e „Hipersônica, FILE Festival Internacional de Linguagem Eletrônica“ (Casa das Caldeiras, São Paulo, 2005). Ela também participou de residências artísticas curadas na Casa do Sol/Instituto Hilda Hilst (Campinas, Brazil, 2014) e no CAAA Centro para os Assuntos da Arte e da Arquitectura (Guimarães, Portugal, 2014).

As vacas comem duas vezes a mesma comidaEdit

"Se eu me pintasse de vaca com uma tinta (uma tinta guache ou uma tinta qualquer), eu seria vaca por um dia, mas se eu me tatuo, se é uma coisa permanente, eu estou me propondo a ser vaca para sempre. Esta é a diferença: você não está brincando de ser vaca, você está sendo vaca."[2]

No trabalho de arte 'As vacas comem duas vezes a mesma comida', a artista produziu manchas na pele utilizando a técnica da tatuagem. Priscilla Davanzo escreveu que:

"A forma de expressão plástica escolhida foi a body art (utilização do corpo como objeto-arte) que propõe a necessidade de uma utilização de outros meios e de outros artistas para a exposição, pois a obra é o corpo. O trabalho consiste na decoração do corpo, com o objetivo de representar de forma estilizada manchas de vaca, e está sendo realizado por meio de tatuagem."

Parte do trabalho pode ser vista no documentário Geotomia (2000) com direção de Marcelo Garcia.

Ligações ExternasEdit

  • [https://www.behance.net/priscilladavanzo Portfólio de Priscilla Davanzo]

ReferênciasEdit

  1. Priscilla Davanzo: A arte de avacalhar com o corpo imaculado. Disponível em: <http://performatus.net/priscilla-davanzo/>. Último acesso: 15/10/14.
  2. DAVANZO, Priscilla. Geotomia. Vídeo. 19’. Marcelo Garcia. São Paulo, 2000. Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=1AQLzXIMGqE>. Acesso em: 15/10/2014.

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.